.:: Tomando Decisões ::.

Sr. Indeciso era um homem que sempre acreditou que alcançar o paraíso era ficar em cima do muro. Não tomar partido era a melhor forma de enfrentar a vida de forma tranqüila e segura.

Após a sua morte aquele senhor que passou a vida sem se posicionar, se depara com uma situação que não esperava: encontra-se em cima de um muro.

De um lado do muro estão as forças celestiais, anjos gritando: “Pula para este lado, aqui é o paraíso, você sempre procurou por isto.”
E do outro lado era o inferno sem platéia. Apenas o diabo olhando a situação de braços cruzados, calmo, até que um filosofo que assistia a tudo pergunta ao diabo: “E você não vai pedir para ele pular para o seu lado?”
E o diabo disse: “Não há necessidade! Quem esta em cima do muro já esta do meu lado.”

A Lição do Inevitável que podemos tirar disto é que os muros são os obstáculos que fazem parte da nossa evolução, sempre estarão presentes em nossas vidas, sem garantias do lado certo ou errado.

Uma vez li em algum lugar que bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, pois o triunfo pertence a quem se atreve…

Já dizia Charles Chaplin:
 “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”

.:: Exprimindo Emoções ::.

Vivi durante muito tempo pensando no que fazer para agradar as pessoas. No que deveria ou não dizer. No que deveria ou não fazer… Cheguei à conclusão de que devemos fazer o que quisermos, ou melhor, o que for necessário para a nossa própria felicidade.
Em um relacionamento eu sempre pensava: “Sinto isso por ele, mas não posso dizer, pois o deixarei com medo… ele vai se afastar.” ou “Devo mandar uma mensagem? Mas assim ele achará que estou apaixonada…!”… E daí?!? Se ele achar que está apaixonada, afinal não é verdade que está apaixonada? É muito difícil assumir nossos sentimentos, nos mostrar frágeis em determinadas situações. Aprendi que devo fazer o que eu tiver vontade de fazer, pois isso fará bem pra mim…
Não sei o que a pessoa vai pensar quando ler uma mensagem carinhosa. Ela pode pensar: “Nossa! Ela está caidinha por mim! Melhor afastá-la para que ela não se envolva mais!” – Sim!! Ele pode pensar isso… Entretanto pode ser que aquela mensagem era tudo que ele precisava para saber que está sendo correspondido e se entregar, pode ser que ele também estivesse inseguro em relação a você e por este motivo ainda não havia lhe mandado uma mensagem.
Antes de tomar uma atitude, não pense: “Qual será a reação do receptor?” – Pense apenas: “Fazer isso é uma forma de exprimir as minhas emoções? É disso que eu preciso nesse momento?” Então faça!!!
Não fazer por medo de perder? Você pode perder se fizer… e se não fizer TAMBÉM!!! Por isso é tão importante se fazer feliz… Porque não são os outros que podem te fazer feliz, só você pode fazer isso!

Uma vez vi uma frase que dizia: “Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você não fizer nada, não existirão resultados.”

Faça o que quiser para que nunca tenha o sentimento de: “e se eu tivesse feito?”, “e se eu tivesse tentado?”, “e se eu tivesse dito?”…
No futuro, quando olhar para trás verá que você fez tudo que estava ao seu alcance… e se não funcionou, você foi você em todos os momentos. Você não fez ninguém se apaixonar pelo que pensava que você fosse…! Você não enganou, não mentiu, não traiu, você apenas foi você… E você verá que mesmo estando sozinho (a), você foi feliz… Você viveu intensamente. E sabe quando você será feliz com alguém? Quando você encontrar alguém que saiba e queira viver tão intensamente quanto você!

Nunca devemos nos humilhar. Para nada. Para ninguém. Se você sente algo por alguma pessoa coloque para fora. Faça com que ela saiba, mas sempre tenha o discernimento e o bom senso de saber que as pessoas não são obrigadas a estar na mesma sintonia que nós. Que elas não tem a obrigação de retribuir os nossos sentimentos Nós devemos em primeiro lugar compreender isso. Não devemos insistir, encher a caixa postal da pessoa com mensagens que a convençam de que você é a pessoa certa para ela. Quem deve saber isso é ela e por isso existe o livre arbítrio.

Devemos sim exprimir o que se passa em nosso coração, desde que sejam sentimentos bons… Sentimentos agressivos devem morrer e não ser manifestados. Fazer uma pessoa se sentir culpada por lhe causar algum tipo de sofrimento nunca é uma boa opção. Isso nunca vai fazer com que ela desperte o amor que você quer dela, no máximo vai fazer com que ela alimente um sentimento de compaixão por você.

É claro que pessoas que exprimem suas emoções estão expostas. Estão sujeitas e serem machucadas por pessoas que não tem a mesma grandeza de espírito. Mas isso também a tornará uma pessoa mais forte, com uma capacidade enorme de superar as derrotas, de se bastar cada vez mais.

Para fazer alguém feliz, primeiro é necessário se fazer feliz.
Se você passar a vida toda sendo algo que você não é para conquistar alguém, deixando de fazer as coisas que sente vontade de fazer, deixando de fazer declarações de afeto por medo de não ser recompensado, mesmo que tudo dê certo nessa relação ela nunca será realmente vivida, pelo menos por uma das partes: você!

E se tudo que você oferecer não for suficiente para que gostem de você é porque com certeza essa pessoa a qual está dedicando tanta atenção não é suficiente para você também!

.:: A Natureza das Coisas ::.


“Um mestre do Oriente viu quando um escorpião estava se afogando e decidiu tirá-lo da água, mas quando o fez, o escorpião o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando de novo. O mestre tentou tirá-lo de novo, e novamente o animal o picou. Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:

– Desculpe-me, mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?

O mestre respondeu: “- A natureza do escorpião é picar e isto não vai mudar a minha, que é ajudar”.

Então, com a ajuda de uma folha o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida.”

Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções.

Este texto mostra que muitas vezes as pessoas nos machucam, mas que nunca devemos mudar quem somos por causa delas.

Todos nós possuímos níveis de evolução próprios, uns mais elevados do que outros, justamente por este motivo é natural que alguns ajam de maneira mais bruta e primitiva do que outros, contudo todas as experiências nos fazem crescer… Nos cabe refletir sobre a atitude que tiveram com você e tomá-la como exemplo para que nunca faça aos outros…

.:: Saber Perder ::.

Uma experiência que acho primordial para a felicidade de cada um é o “Saber Perder”…
Não digo com isto que devemos nos achar perdedores, contudo, precisamos aceitar nossas derrotas de cabeça erguida. Todos os dias somos obrigados a conviver com as perdas e não podemos nos deixar abater por elas.

Certas vezes nossas escolhas nos fazem perder amores, empregos, amizades importantes… Já outras vezes a mão do destino vem nos arrancar bruscamente coisas que simplesmente não optamos por perder, mas que era inevitável: entes queridos, tempo, nossa juventude…

Algumas coisas que acontecem em nossas vidas, simplesmente parecem não ter explicação. Aquela pessoa que diz que te ama agora, amanhã está amando uma mais magra, mais engraçada, mais chata… e como entender isso? – Aceitando o fato de que as pessoas não são obrigadas a nos amar e assim como nós a amamos, elas tem o direito de amar a outras pessoas da mesma forma que com certeza existe alguém que nos ama mais do que imaginamos e sequer percebemos ou damos a devida importância a isso.

Como não se revoltar em perder, perder, perder…? Vejo como uma forma de efetivar essa árdua tarefa, passar a ver as coisas que você ganhou…

O amor foi embora e você sofreu muito… Ótimo… da próxima vez você já saberá como superar essa dor e sofrerá muito menos.

Perdeu o emprego? Muito bom, vamos ver o que aconteceu de errado para que não perca os próximos…

Perdeu um amigo? O que fez de errado? Nada? Ele se afastou sem razão aparente ou aviso prévio?… Ótimo, melhor ele ter se afastado, uma pessoa falsa a menos em sua vida…

Perdeu um ente querido? Bom! Agora você passará a aproveitar muito mais a companhia dos outros entes queridos enquanto é tempo porque você acabou de ter o aprendizado que o tempo é curto e precisamos demonstrar agora todo o carinho que sentimos pois sabemos que amanhã pode ser tarde… Muito tarde!